Medo de dentista: aprenda como combater esse vilão

O medo de dentista é uma sensação que afeta um grande número de pessoas. Algumas delas, inclusive, desenvolvem uma verdadeira fobia. Com isso, elas evitam passar por essa situação e, consequentemente, prejudicam gravemente sua saúde bucal.

Portanto, vencer esse desafio é muito importante para que maiores complicações não comprometam o bem-estar e a qualidade de vida do paciente. Além dos problemas bucais, todo o organismo pode ser prejudicado, aumentando o risco de doenças cardiovasculares, diabetes, entre outros.

Para não cair nessa, o post de hoje traz dicas certeiras para combater a questão. Continue a leitura e mãos à obra!

Reconheça o medo de dentista

O primeiro e mais importante passo é conseguir reconhecer o problema e parar de adiar sua solução. A partir de então, o ideal é tentar identificar a origem do medo para que ele possa ser tratado.

Algumas das principais razões para ter medo de dentista são:

  • medo de sentir dor;

  • desconforto com o ambiente da clínica ou consultório odontológico;

  • traumas de experiências passadas;

  • pavor adquirido por histórias contadas por outras pessoas;

  • pânico de agulhas, anestesias etc.

Como deu para perceber, o medo pode ter origens variadas, e cabe a você descobrir o que motiva suas preocupações. Depois, você poderá buscar a ajuda profissional necessária e conversar com outras pessoas que possam tranquilizá-la.

Encontre o profissional certo para você

Assim como existem diversos tipos de pacientes, há variados perfis de profissionais. Jovens, experientes, brincalhões, introvertidos, pontuais ou sempre atrasados… Sabendo o tipo de medo que lhe aflige, fica mais fácil escolher o dentista ideal para você.

Se o tempo de espera no consultório é algo que lhe incomoda e a faz pensar em desistir, é melhor procurar por um profissional bem pontual. Você tem medo de que os resultados não saiam como o esperado? Então, opte por um dentista mais experiente.

E assim por diante! Há até mesmo quem prefira dentistas mais “carrancudos”, que fazem seu trabalho em silêncio e não costumam puxar muito papo. Entretanto, para quem tem medo de dentista, talvez seja melhor encontrar um profissional mais aberto a ouvir suas angústias e entender suas necessidades.

Uma boa maneira de conseguir isso é buscando indicações de amigos e pessoas conhecidas. Se mesmo assim nenhum lhe agradar, marque consultas prévias para explicar o caso ao profissional e pedir maiores informações sobre suas técnicas.

Busque informação e apoio

Outro fator essencial é não ter vergonha de expor a situação para o dentista, para amigos ou familiares mais próximos. Muitas vezes, a companhia de alguém na consulta pode ser tranquilizante, fazendo com que você consiga encarar os procedimentos odontológicos.

Enquanto o problema não é resolvido, alguns pacientes fazem uso de analgesia para conseguir dar prosseguimento aos tratamentos. Em casos de odontofobia, pode ser necessário até mesmo o acompanhamento de psicólogos ou psiquiatras para auxiliar a reduzir essa tensão.

Mas, quando estiver em contato com o dentista, é importante não deixar de tirar todas as dúvidas que estiverem na sua mente. Dessa maneira, cria-se uma relação de confiança, que permite que você fique mais calma e segura.

Por fim, o que pode fazer toda a diferença é manter uma boa rotina de higiene bucal e fazer visitas mais frequentes ao consultório odontológico. Quanto mais adiamos esse momento, maior é a chance de acumular complicações que podem acabar requerendo tratamentos mais invasivos.

E então, viu como é possível vencer o medo de dentista? Sempre que precisar de um atendimento personalizado e de qualidade, entre em contato conosco e conheça nossos serviços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *