Flúor dental: o que eu preciso saber?

O flúor é um mineral naturalmente encontrado em diversos alimentos e em fontes de água e que tem um efeito benéfico à saúde dos dentes. Tal associação foi feita no século passado, quando observou-se que pessoas que cresciam em regiões com água naturalmente fluoretada apresentavam uma menor incidência de cáries.

Mas como o flúor age sobre os dentes? É preciso aplicá-lo regularmente? Esse mineral é benéfico tanto para crianças quanto para adultos? Vamos explicar tudo isso aqui no post, confira!

Como o flúor dental age sobre os dentes?

O flúor atua sobre o processo de remineralização dos dentes, provocando o aumento da reposição de cálcio e fósforo e fortalecendo a estrutura dentária. Assim, quando os ácidos salivares ou bacterianos atacam os dentes, o processo de desmineralização é mais lento e o dente se preserva saudável e sem cáries.

Como essa ação do flúor ocorre tanto nos dentes ainda em crescimento quanto nos dentes adultos, pessoas de todas as faixas etárias se beneficiam do efeito do mesmo.

Mas o flúor não faz mal para as crianças?

Quando em excesso, o flúor dental pode provocar, em crianças, uma doença chamada fluorose. Nesse caso, surgem manchas brancas ou amarronzadas nos dentes devido à deposição de ferro e cobre e ao aumento da porosidade do esmalte.

Mas a fluorose só ocorre quando a criança ingere uma grande quantidade de flúor pelo hábito de comer pasta de dente ou de engolir enxaguantes bucais, indo muito além do flúor aplicado normalmente.

Onde o flúor é encontrado?

O flúor é encontrado em alguns alimentos, em pequena quantidade, e em algumas fontes de água, em regiões específicas do mundo. Como seu consumo é muito irregular, a Organização Mundial de Saúde (OMS) e outras sociedades locais recomendam que os suprimentos de água das cidades sejam suplementados com flúor, o que já é feito em boa parte do território brasileiro.

Além disso, produtos de higiene bucal, como pastas de dente e enxaguantes bucais, também possuem flúor em sua composição.

Qual é a quantidade de flúor dental necessária diariamente?

Pessoas saudáveis sem fatores de risco extras para cáries conseguem atingir a dose recomendada apenas ingerindo água fluoretada e utilizando uma pasta de dente com flúor.

(Para saber se a água que você consome tem flúor basta ligar para a empresa que a fornece ou levar uma amostra a um laboratório particular de análises ambientais).

Já as pessoas que sofrem de boca seca, retração gengival ou que utilizam aparelho ortodôntico têm um risco maior de desenvolver cáries e podem precisar de uma dose extra de flúor. Nesses casos, o mesmo será aplicado no próprio consultório ou prescrito pelo dentista, após uma avaliação, e o paciente será orientado em relação à frequência e à forma de uso.

Em geral, trata-se de uma solução líquida ou gel que deve ser mantida em contato com os dentes por cerca de 60 segundos antes de ser expelida. Após a aplicação, o paciente deve ficar ainda 30 minutos sem consumir bebidas ou alimentos, para que o flúor tenha o efeito esperado.

Gostou do nosso post? Ainda tem alguma dúvida a respeito do flúor dental? Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *